(51) 2160.9170
  • Blog SOULinux

    Acompanhe Artigos, Notícias e nossos Casos de Sucesso.

Mostrando itens por marcador: Zorin OS

Segunda, 23 Agosto 2021

Navegador Brave

O navegador Brave é um browser de internet veloz, gratuito e seguro, com monitoramento e proteção de segurança e experiência otimizada, e que possui versões para macOS, Windows, Linux, Android e iOS.

Brave é um navegador Web de código aberto desenvolvido pela empresa Brave Software Inc. e baseado no navegador Chromium e em seu mecanismo Blink, que bloqueia anúncios e rastreadores de sites.

 

1 - Instalação

1.1 - Abra um terminal a partir do respectivo ícone ou pelas teclas de atalho (CTRL+ALT+T)

1.2 - Atualize o seu sistema:
sudo apt update && sudo apt upgrade -y

1.3 - Instale pacotes necessários:
sudo apt install apt-transport-https curl gnupg

1.4 - Adicione a respectiva chave GPG:
sudo curl -s https://brave-browser-apt-release.s3.brave.com/brave-core.asc | sudo apt-key --keyring /etc/apt/trusted.gpg.d/brave-browser-release.gpg add -

1.5 - Adicione o repositório Brave:
sudo echo "deb [arch=amd64] https://brave-browser-apt-release.s3.brave.com/ stable main" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/brave-browser-release.list

1.6 - Atualize o cache APT:
sudo apt update

1.7 - Instale o Brave
sudo apt install brave-browser

1.8 - Após concluída a instalação, basta sair do terminal e localizar o navegador Brave no Dash.

 

1.9 - Se desejar, marque as opções "Definir o Brave como navegador padrão" e "Ajude a melhorar o Brave enviando automaticamente relatório de pane".

 

Obs: No primeiro acesso, o sistema pode perguntar se você deseja definir uma senha para o chaveiro padrão. Sugiro definir uma senha vazia, pois caso seja colocado uma senha, o chaveiro irá surgir na tela sempre que o navegador for aberto e isto pode incomodar um pouco.

 

 

2 - Desinstalando o navegador Brave, caso desejar

2.1 - Abra um terminal

2.2 - Desinstale o programa, usando os comandos abaixo:
sudo apt remove brave-browser --auto-remove

 

Marcado sob

Nemo é um fork completo do Nautilus (gerenciador padrão do Zorin OS) e sua meta é estender a experiência do usuário no gerenciamento de arquivos. Como diferencial, ele possui algumas características que não estão disponíveis em versões mais recentes do Nautilus, como visão compacta, opção para abrir um terminal, abrir como "root", entre outras funcionalidades.

Para completar, ele suporta plugins que podem ser instalados para dar a ele mais recursos. Alguns desses plugins podem ser acessados a partir do seu menu principal "Editar"->"Plugins"

O Nemo já está incluso nos repositórios do Zorin, portanto não será necessário adciionar um novo repositório

 

1 - Instalação

1.1 - Abra um terminal a partir do respectivo ícone ou pelas teclas de atalho (CTRL+ALT+T)

1.2 - Atualize o seu sistema:

sudo apt update && sudo apt upgrade && sudo apt autoremove -y

1.3 - Agora instale o pacote com o comando abaixo:

sudo apt install nemo

1.4 - Para visualizar as extensões disponíveis:
sudo apt-cache search nemo

1.5 - Caso desejar instalar algum plugin, use a seguinte sintaxe:
sudo apt install NOMEPLUGIN

 

2 - Definindo o Nemo como gerenciador de arquivos padrão do Zorin

2.1 - Ainda no terminal e com usuário root, faça a checagem do gerenciador de arquivos que está sendo usado atualmente em seu sistema:

xdg-mime query default inode/directory

A resposta deve ser:
org.gnome.Nautilus.desktop

2.2 - Desabilitar o Nautilus como padrão de abertura dos ícones da área de trabalho:

gsettings set org.gnome.desktop.background show-desktop-icons false

2.3 - Definir o Nemo como gerenciador de arquivos padrão:

xdg-mime default nemo.desktop inode/directory application/x-gnome-saved-search

2.4 - Habilitar o Nemo como padrão de abertura dos ícones da área de trabalho:
gsettings set org.nemo.desktop show-desktop-icons true

2.5 - Agora digite o comando abaixo para verificar se o Nemo é realmente o atual gerenciador de arquivos padrão.

xdg-mime query default inode/directory

A resposta deve ser:
nemo.desktop

2.6 - Para concluir, remova dos favoritos o atalho do Nautilus que está na barra de ferramentas

2.7 - Via Dash, busque por "Nemo" e adicione o atalho aos favoritos.

 

 

3 - Caso queira voltar para o gerenciador de arquivos Nautilus como padrão no Zorin OS

3.1 - Via terminal e logado como usuário root, desinstalar o gerenciador de arquivos Nemo:
apt remove nemo nemo-*

apt-get autoremove

 

3.2 - Execute os comandos abaixo para que o Nautilus volte a ser o gerenciador de arquivos padrão do sistema:

 xdg-mime default nautilus*.desktop inode/directory application/x-gnome-saved-search

gsettings set org.nemo.desktop show-desktop-icons false

 gsettings set org.gnome.desktop.background show-desktop-icons true


3.3 - Confira se o Nautilus é realmente o atual gerenciador de arquivos padrão:
xdg-mime query default inode/directory

 

 

Marcado sob
Proxmox VE
Proxmox VE
Plataforma completa para virtualização a nível empresarial.
www.proxmox.com
pfSense
pfSense
Sistema que possui recursos avançados para controle e segurança de redes.
www.pfsense.org
FreeNAS
FreeNAS
Sistema operacional para NAS (Network Attached Storage).
www.freenas.org
Zabbix
Zabbix
Ferramenta para monitoramento de redes, servidores e serviços.
www.zabbix.org
XenServer
XenServer
Plataforma de virtualização abrangente, com recursos de classe empresarial.
www.xenserver.org
GLPI
GLPI
Ferramenta completa para gestão de ativos e service desk.
www.glpi-project.org
redhat
redhat
Líder no fornecimento de soluções open source para TI corporativa
www.redhat.com.br
Suse
Suse
Sistema Operacional Linux e soluções de código aberto para serviços corporativos.
www.suse.com
Samba
Samba
Software que implementa solução semelhante ao Active Directory da Microsoft.
www.samba.org

Somos especialistas em Open Source

Conforme as empresas, de todos os portes, passam a seguir o filosofia do open source, começa a ficar claro que as vantagens de adotar esse conceito não se restringem somente aos preços.

Diferente do que pensa o senso comum, o open source é uma filosofia alternativa de negócios e não apenas a disponibilização de softwares gratuitos.


O software de código aberto, proporciona maior liberdade, flexibilidade, agilidade e segurança.